Uncategorized

Sermão do XVIII Domingo depois de Pentecostes – A paralisia espiritual

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. [Avisos] Jesus vê um paralítico e a primeira coisa que ele diz é “Os seus pecados estão perdoados”. Nossa reação talvez não seja como a dos fariseus que ficaram com raiva do que Jesus disse, pois se afirma que Jesus é Deus, pois apenas Deus pode perdoar os pecados. Todavia, temos ainda assim uma surpresa, pois o que nos parecia mais provável é que Jesus fosse fazer logo um milagre de cura física. Mas Jesus vê as coisas sob um aspecto mais elevado que o nosso. Jesus vê a paralisia sim, mas a paralisia espiritual daquele que estava à sua frente. A paralisia espiritual é algo presente não apenas no paralítico corporal, mas pode estar presente também em pessoas de boa saúde. E há graus de paralisia espiritual, como há graus de paralisia corporal. A paralisia corporal consiste…

Sermão do XVII Domingo depois de Pentecostes – A caridade

Por causa do conteúdo da epístola e do evangelho este domingo é chamado: Domingo do Amor de Deus. Qual é o maior dos mandamentos? Os fariseus no evangelho, queriam ver se o Salvador que se proclamava Deus, não modificava a lei de Moisés, acrescentando algo à mais ao mandamento do amor de Deus… isto com o intuito de condená-lo.  Nosso Senhor interrogado cita o texto mesmo do decálogo manifestando o maior de todos os mandamentos: Amarás ao Senhor de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito. Mas nosso Senhor que conhece os corações, continua a citação da lei de Moisés, lembrando que há um segundo mandamento semelhante a este primeiro, mandamento que condena a má vida dos fariseus, e suas maldades repetidas contra o alheio: Amarás teu próximo como a ti mesmo. Assim eles são convencidos de não amar nem o próximo e…

Sermão do XVI Domingo depois de Pentecostes – A importância dos bons exemplos

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. [Avisos] No Evangelho de hoje vemos Nosso Senhor entrar na casa de um fariseu, mostrando assim que apesar de conhecer a malícia deles, ele não se opõe a tentar fazer algum bem ensinando-lhes algumas coisas. Ele mostra a contradição dos fariseus que resgatavam seus animais que caiam no buraco no dia do sábado, mas que queriam, por sua vez, condenar Jesus por resgatar um homem de sua doença também no sábado. Notemos que Jesus fala no seu exemplo de um boi e de um asno, ambos que caem no buraco, ao que São Beda, o venerável, associa o povo judeu com o boi que vive sob o jugo da lei e o asno com os pagãos que vivem sem inteligência das coisas, ambos, porém, devendo ser resgatados por Jesus das suas misérias. E sob o exemplo dado por…

Sermão do XIII Domingo depois de PentecostesA lei sobrenatural na educação dos filhos

Em nome do Pai e do Filho + e do Espírito Santo. Amém. Ave Maria… A segunda parte do programa de educação dos filhos vem da lei sobrenatural de Deus. E a lei de Deus está toda resumida em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Como um rio de muita força, que recebe um afluente e o incorpora, formando um só curso de água, também a lei sobrenatural de Deus, que é a caridade (e que tem muita força e muito ímpeto), recebe a lei natural e a sobrenaturaliza, sem retirar dela o seu valor próprio. Praticar a lei natural por amor sobrenatural de Deus é realizar essa junção. Nada mais razoável do que cumprir a lei natural para viver honestamente. Porém, mais ainda para agradar a Deus quando se é seu filho adotivo pela graça. É como um servo que o…

Sermão do VII Domingo depois de PentecostesConselhos gerais para a perfeição cristã

Assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação. (Romanos 6, 19) Em nome do Pai e do Filho + e do Espírito Santo. Amém. Ave Maria… Hoje gostaria de falar mais algumas coisas que têm como finalidade ajudar os mais novos, por um caminho onde muita coisa é novidade. Depois iniciaremos alguns sermões que darão princípios sobre a educação dos filhos. Primeiramente, sempre procuramos tratar bem todos os fiéis que vem aqui, não para fazer uma recepção sentimental ou usar de estratégias humanas de abordagem empresarial para futuros clientes. O que esperamos fazer é tratar a todos com caridade, fazer o bem a todos para salvar as almas. Por isso, não é aqui que vocês verão os padres se desdobrarem em elogios e gentilezas para com vocês. Uma das razões é…

Sermão V Domingo depois da PáscoaRezar bem, rezar sempre

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém. Hoje o Evangelho nos convida a meditar sobre a importância da oração, sobre a qual Santo Afonso Maria de Ligório escreveu um livro inteiro de nome “A Oração” que recomendo ler. O mesmo santo é conhecido pela sua famosa frase: “quem reza se salva, quem não reza se condena”. A oração que gostaria de enfatizar aqui não é apenas aquela que fazemos num determinado momento e num determinado lugar, mas sim o espírito de oração que deve estar presente na alma de cada católico que quer progredir na vida espiritual e, consequentemente, no amor de Deus, oposto ao viver como se Deus não existisse, ficando sem rezar nada ao longo de um dia inteiro. O espírito de oração consiste nessa disposição de rezar a tempo e a contratempo, quando temos “vontade” e quando não temos, mas sabemos ser…

Sermão do Domingo in AlbisA nova vida de cristão

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite espiritual, não falsificado, para que por ele vades crescendo. (1 S. Pedro 2, 2) Em nome do Pai e do Filho + e do Espírito Santo. Amém. Ave Maria… Nos primeiros séculos em Roma, no dia de hoje, na oitava de Páscoa, todos visitavam a tumba de São Pancrácio, este jovem mártir de 14 anos que era soldado. Os novos batizados na Vigília Pascal eram apresentados ao jovem mártir para que lhes fosse incutido um novo espírito: o espírito de que, agora, eles eram soldados de Cristo, de que tinham se alistado na sua milícia, e deveriam estar dispostos a morrer por Cristo. Nós, por enquanto, não temos por aqui muitos fiéis que foram batizados já adultos. Mas aqui na missa há uma quantidade enorme de jovens que conheceram a missa no rito romano tradicional e que, nas suas próprias palavras, descobriram…

Navigate