Uncategorized

Sermão do VII Domingo depois de PentecostesConselhos gerais para a perfeição cristã

Assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação. (Romanos 6, 19) Em nome do Pai e do Filho + e do Espírito Santo. Amém. Ave Maria… Hoje gostaria de falar mais algumas coisas que têm como finalidade ajudar os mais novos, por um caminho onde muita coisa é novidade. Depois iniciaremos alguns sermões que darão princípios sobre a educação dos filhos. Primeiramente, sempre procuramos tratar bem todos os fiéis que vem aqui, não para fazer uma recepção sentimental ou usar de estratégias humanas de abordagem empresarial para futuros clientes. O que esperamos fazer é tratar a todos com caridade, fazer o bem a todos para salvar as almas. Por isso, não é aqui que vocês verão os padres se desdobrarem em elogios e gentilezas para com vocês. Uma das razões é…

Sermão V Domingo depois da PáscoaRezar bem, rezar sempre

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém. Hoje o Evangelho nos convida a meditar sobre a importância da oração, sobre a qual Santo Afonso Maria de Ligório escreveu um livro inteiro de nome “A Oração” que recomendo ler. O mesmo santo é conhecido pela sua famosa frase: “quem reza se salva, quem não reza se condena”. A oração que gostaria de enfatizar aqui não é apenas aquela que fazemos num determinado momento e num determinado lugar, mas sim o espírito de oração que deve estar presente na alma de cada católico que quer progredir na vida espiritual e, consequentemente, no amor de Deus, oposto ao viver como se Deus não existisse, ficando sem rezar nada ao longo de um dia inteiro. O espírito de oração consiste nessa disposição de rezar a tempo e a contratempo, quando temos “vontade” e quando não temos, mas sabemos ser…

Sermão do Domingo in AlbisA nova vida de cristão

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite espiritual, não falsificado, para que por ele vades crescendo. (1 S. Pedro 2, 2) Em nome do Pai e do Filho + e do Espírito Santo. Amém. Ave Maria… Nos primeiros séculos em Roma, no dia de hoje, na oitava de Páscoa, todos visitavam a tumba de São Pancrácio, este jovem mártir de 14 anos que era soldado. Os novos batizados na Vigília Pascal eram apresentados ao jovem mártir para que lhes fosse incutido um novo espírito: o espírito de que, agora, eles eram soldados de Cristo, de que tinham se alistado na sua milícia, e deveriam estar dispostos a morrer por Cristo. Nós, por enquanto, não temos por aqui muitos fiéis que foram batizados já adultos. Mas aqui na missa há uma quantidade enorme de jovens que conheceram a missa no rito romano tradicional e que, nas suas próprias palavras, descobriram…

Navigate